segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Tecido conjuntivo

Pele palmar. Tecido conjuntivo frouxo. Tecido conjuntivo denso não modelado.
Corte de pele palmar. Tecido conjuntivo frouxo (seta) - localizado logo abaixo do tecido epitelial, rico em fibras colágenas finas, com SFA (substância fundamental amorfa) e muitas células. Tecido conjuntivo denso não modelado (cabeça de seta) - abaixo do tecido conjuntivo frouxo. Nesta região, observamos fibras colágenas espessas e vários sentidos (desordenadamente) e células que aparecem mais dispersas umas das outras. Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Tecido conjuntivo mucosoCorte de cordão umbilical. Tecido conjuntivo mucoso - apresenta frouxa rede de fibras colágenas (cabeças de setas) arranjadas de modo desorganizado e aleatório. Fibroblastos são observados (setas). Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Tendão. Tecido conjuntivo denso ordenado ou modelado.
Corte de tendão. Tecido conjuntivo denso ordenado ou modelado: Nesse tipo de preparação observa-se fibras colágenas espessas (acidófilas) (seta) dispostas paralelamente umas às outras, além de fibrócitos alongados (não visualizados nessa preparação), dispostos em fileiras. Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Tecido adiposo unilocular. Tecido adiposo multilocular.
Corte de tecido adiposo unilocular e tecido adiposo multilocular. Tecido adiposo unilocular - esse tecido é constituído por células (adipócitos) que possuem uma grande gota lipídica (asteriscos), em imagem negativa, que preenche todo seu citoplasma. O núcleo é periférico, achatado e basófilo. Tecido adiposo multilocular - adipócitos com várias gotículas lipídicas (cabeças de seta), em imagem negativa; citoplasma corado de rosa; núcleo ovóide e central (ou ligeiramente excêntrico). Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Traqueia - cartilagem hialina
Corte de traqueia (cartilagem hialina). Essa cartilagem é do tipo hialina, sua matriz possui fibras colágenas tipo II (não visíveis), glicosaminoglicanas sulfatadas e ácido hialurônico (basofilia). Observa-se que a cartilagem hialina (cabeça de seta preta) aparece revestida por tecido conjuntivo denso ordenado (seta preta), denominado de pericôndrio. Células presentes no tecido cartilaginoso: - Condroblastos (cabeça de seta azul): alongados, próximos à periferia (ao pericôndrio), com citoplasma pouco corado e núcleo vesiculoso. - Condrócitos (cabeça de seta verde): células arredondadas, observadas isoladas ou em grupos de até oito células (grupos isógenos) situados em lacunas na matriz. Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Epiglote. Cartilagem elástica.
Corte de epiglote (cartilagem elástica). A matriz dessa cartilagem (setas) possui fibras colágenas tipo II e fibras elásticas. São observados condrócitos (cabeças de setas) e camada de tecido epitelial de revestimento estratificado pavimentoso não-queratinizado (asteriscos). Coloração: Verhoeff e Eosina.


Corte de inserção tendinosa (cartilagem fibrosa ou fibrocartilagem). Os condrócitos (setas) da fibrocartilagem estão alinhados em fileiras paralelas, dispostos isolados em lacunas individuais. A matriz dessa cartilagem apresenta espessos feixes de fibras colágenas I e II (coradas em azul esverdeado e vermelho) e fibroblastos (cabeças de setas). Coloração: Tricrômico de Gomori.


Osso compacto - osso secundário
Corte de osso compacto (osso secundário). Tecido ósseo e ossificação. São observados: - Matriz óssea (asterisco) corada em pardo; por ser um osso secundário, a matriz mostra-se organizada em lamelas ósseas concêntricas; - Canalículos (cabeça de seta azul) = local onde se encontram os prologamentos dos osteócitos (seta verde); - Sistema de Havers (seta preta) = canais longos, paralelos à diáfise, com vasos e nervos; - Canais de Volkmann (não visualizado nessa preparação) = canais transversais ou oblíquos (comunicam os canais de Havers entre si, com o canal medular e com a superfície externa); - Sistema intermediário (não visualizado nessa preparação) = localizam-se entre os sistemas de Havers, apresentando lamelas desorganizadas. Coloração: Schmorl.


Corte de osso primário (cabeça de feto). Trabécula óssea (T), osteoblasto inativo ou em repouso (seta azul), osteoblasto ativo (seta verde), osteócitos (setas pretas) e osteoclasto (cabeça de seta). Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Osso longo (osso primário). Ossificação endocondral.
Corte de osso longo (osso primário). Ossificação endocondral. Observa-se entre a diáfise e a epífise o disco epifisário (cartilagem hialina – responsável pelo crescimento do osso em comprimento). Nele identificam-se as regiões: - Zona de cartilagem em repouso (seta azul) = cartilagem hialina com matriz basófila; - Zona de cartilagem seriada (ou proliferativa) (seta verde) = condrócitos dividem-se por mitoses, encontram-se dentro de lacunas e organizam-se em fileiras paralelas; - Zona de cartilagem hipertrófica (seta vermelha) = condrócitos e lacunas maiores; - Zona de cartilagem calcificada (seta amarela) = lacunas aumentadas, às vezes vazias (morte de condróitos). Matriz cartilaginosa extremamente basófila; - Zona de ossificação (seta preta) = contém espículas ósseas (pequenas trabéculas), com restos de matriz cartilaginosa morta e calcificada (muito basófila – aspectos manchado), capilares sanguíneos e células mesenquimais. Coloração: Hematoxilina e Eosina (HE).


Artéria. Fibras elásticas.
Corte de artéria. Parede de artéria exibindo fibras elásticas dispostas concentricamente. Coloração: Verhoeff.


Fígado. Fibra reticular.
Corte de fígado. Fibras reticulares (coradas em marrom escuro) formam o arcabouço do órgão. As fibras reticulares são uma forma especial de fibras colágenas (Colágeno tipo III). Coloração: Del Rio Ortega.